IGP-M acelera na 1ª prévia de maio

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), sofreu um acréscimo de 1,12% no primeiro decêndio de maio. No mês anterior, no mesmo período de apuração, este índice havia subido 0,18%. Ainda os três componentes do IGP-M apresentaram na passagem do primeiro decêndio de abril para o primeiro decêndio de maio.

Já o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), subiu 1,58% no primeiro decêndio de maio. Assim, no período de abril, o índice ficou em 0,14%. Em análise feita por estágios de processamentos, os preços dos Bens Finais mostraram variação média de 0,04% em maio, após subirem 0,52% em abril.

O índice referente a Matérias-Primas Brutas registrou números altos de 2,73%, após cair 1,25% no mês anterior. A alta taxa foi devida contribuição dos seguintes grupos: minério de ferro (-12,96% para 7,99%), soja em grão (2,20% para 5,05%) e cana-de-açúcar (0,18% para 2,09%). Em sentido oposto, vale citar milho em grão (10,49% para 1,18%), laranja (2,87% para -5,39%) e bovinos (-0,18% para -1,55%). 

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), obteve variação de 0,21%, no primeiro decêndio de maio, em comparação ao mês anterior que mostrou 0,22%. Entre as oito classes de despesas componentes do IPC, duas mostraram mostrou decréscimo de variação em taxas, com destaque para o grupo Transportes, de 0,42% para -0,41%. Vale mencionar o comportamento do item tarifa de ônibus urbano, cuja taxa passou de 1,06% para -0,83%. Já Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), subiu 0,38%, no primeiro decêndio de maio. No mês anterior, esse índice havia subido 0,34%.

 

Voltar

Área do aluno

Para ter acesso a área do aluno, digite seu nome de usuário e senha.

Veja nossa estrutura

Twitter @ISAN_FGV

Carregando...